Skip to main content

Procurar

Em destaque: SIR ARRENDAMENTO - novas métricas para o novo mercado

21 de Outubro de 2011

Aceda aqui ao Relatório (pdf)

De acordo com o último relatório desenvolvido para o Observatório Imobiliário de Lisboa, nesse concelho, ao longo do 1º semestre de 2010 foram emitidas 9 licenças para construção de novos edifícios de apartamentos, menos 18% do que no trimestre anterior. Face à média de 2008, a queda atinge 40%, mantendo a mesma ordem de grandeza da descida registada em 2009 face a 2008. Em número de fogos (em edifícios de apartamentos) ocorreu uma subida trimestral de 17%. Contudo, a comparação com 2008 permanece negativa, com uma redução de 63%.

Face ao 1º semestre de 2009, ou seja, em termos homólogos, o comportamento é positivo, facto para o qual contribui a muito baixa actividade observada nesse período (aumento de 13% no número de projectos e de 152% no número de fogos).

No período do 1º semestre de 2010 foram emitidas 59 licenças para obras em edifícios de apartamentos, o que representa uma perda de 48% em termos trimestrais e de 56% em termos homólogos. Em número absoluto, foi na Zona Histórica que ocorreu o maior corte no ritmo de emissão de novas licenças para obras em edificado.